Cientistas descobrem menor peixe do mundo



Cientistas descobriram o menor peixe já visto em pântanos da ilha de Sumatra, na Indonésia

Indivíduos adultos não passam de 7,9 milímetros, segundo pesquisadores da Royal Society britânica, que publicaram a descoberta em sua revista de mesmo nome.

Os Peadocypris genus, no entanto, estão ameaçados por causa da rápida destruição do seu habitat natural na Indonésia.

O peixe teve que adaptar-se a situações extremas – como viver em águas muito mais 
ácidas do que o normal

A comida é cada vez mais escassa para o Paedocypris - menor que outros peixes por poucas dezenas de milímetros. Ele sobrevive comendo plâncton próximo à superfície da água.

Para manter seu tamanho, a espécie deixou de lado várias características da vida adulta – uma das razões para seu nome.

O cérebro, por exemplo, tem menos ossatura de proteção e as fêmeas têm espaço para carregar poucos ovos.

Os peixes são tão pequenos que podem sobreviver até a secas, buscando refúgio nas últimas poças d'água.

Mas eles agora estão ameaçados pelo homem.


Destruição sistemática das florestas, drenagem dos pântanos para plantações de palmeiras (para produção de dendê) e incêndios estão destruindo o meio ambiente do peixe.

Conheça novos alimentos feitos de grilo e seus benefícios



Se alimentar de insetos é um hábito visto com muita repulsão por grande parte da população mundial. Pelo menos por enquanto, essa é a situação, mas esse quadro pode estar mudando, na medida em que os insetos estão cada vez mais presentes na alimentação de algumas pessoas.

O fato é que todo o sentimento de repulsa aos insetos é uma questão cultural, conforme revela um artigo publicado pelo site Mother Nature Network. Afinal, não há uma grande diferença entre comer camarões e grilos, pois os insetos não são tão diferentes de crustáceos. Inclusive, aqueles são uma alta fonte de proteínas, ferro, zinco, e outros nutrientes necessários. De fato, o consumo dos pequenos bichos pode ser inclusive mais saudável e mais ecologicamente correto que o de carne tradicional.

Os recursos utilizados para se conseguir 1 kg de proteína a partir das carnes são muito maiores do que os usados para se obter a mesma quantidade a partir de insetos, segundo os produtores desse item. Por exemplo, para a produção de 1 kg carne vermelha pode se chegar a um consumo de 22 mil litros, enquanto para a mesma quantidade de proteína extraída dos insetos, o consumo é de apenas um.



Essa proteína vem de uma farinha que é o ingrediente principal de algumas receitas de alimentos que podem constituir uma boa alternativa na alimentação das pessoas. Além disso, muitos produtos feitos com essa matéria-prima são livres de glúten e ricos em substâncias benéficas. Por isso, nos Estados Unidos, já há um movimento crescente no sentido de conscientizar as pessoas de que o consumo da farinha de grilo é possivelmente melhor do que o de carnes.

Veja alguns videos com comidas a base de grilo !!!


Segundo a publicação de Mother Nature Network, os pequenos biscoitos “Cricker” são bem apetitosos, salgados e têm gosto agradável. Para se chegar ao produto final, além do pó de proteína de grilo, a versão do vídeo mistura alguns ingredientes diferentes. Entre eles estão mel, óleo de coco, ervas, sementes de linho e outros. A criação é das duas jovens da cidade de Austin, no Texas, EUA, Leah Jones e Megan McDonald. Elas possuem uma empresa especializada em biscoitos desse tipo e atualmente comercializam uma linha com três versões, sendo uma delas a base de sal, outra com alho e a última com diversos ingredientes crocantes.





Os cookies feitos com farinha de proteína de grilo da empresa Bitty possuem três sabores doces: gotas de chocolate, chocolate com cardamomo e gengibre com laranja. O ingrediente principal é uma farinha feita a partir de grilos sustentáveis assados lentamente, e ela é misturada a outros itens, como óleo de coco. As donas da Bitty, que fica em São Francisco, nos EUA, ressaltam que a missão da empresa é “popularizar insetos comestíveis na dieta da população ocidental inserindo-os em deliciosas guloseimas saudáveis”.

Infelizmente, a farinha de pó de grilo não é tão popular no Brasil e não é encontrada facilmente por aqui. Mas você leitor, imagine que esses produtos vão fazer parte da sua dieta algum dia? Qual você achou mais interessante? Participe e deixe a sua opinião nos comentários.

Fonte : Mega curioso